Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

[18+] Doce da Tarde

Foi quase poético. Uma tarde amena, com um sol tímido atrás de algumas nuvens. Seminua e deitada na cama a dois improvisada, ela revia seus dias. A janela que dava para a varanda estava aberta, e nela via-se o mundo. Dentre todos os pensamentos, lá estava você. A noite anterior não havia sido como planejavam, mas a manhã e início de tarde foram leves, apesar de tudo. Você inundou os pensamentos. Lembranças do último encontro amoroso pairavam sobre a memória, e sem perceber, ela se tocava. Lembrava nos beijos quentes e amorosos, das carícias e promessas e, num sorriso, contraiu-se toda e gozou. Relaxou o corpo nos colchões e suspirou. Começou a chover. Ela olha para o lado, desejando a sua presença, observa a chuva e sorri mais uma vez. Fecha os olhos e sonha.

Essa noite você me visitou em meus sonhos

Primeiro eu estava com umas pessoas, mas não lembro mais quem. Estávamos no shopping e almoçamos lá. Depois resolvi ir para o cinema sozinha. Ao terminar o filme, começo a andar pelo shopping, sem um destino. Passo por uma loja de brinquedos e compro uma linda boneca que me chamou a atenção na vitrine: ruiva de vestido vermelho, delicada que só ela.

Peguei o metrô, a princípio sem direção. Quando me dou conta estou indo para a sua casa. Vou caminhando pela sua rua, está um sol muito forte e a cada passo que dou mais próximo da sua casa, vou mais devagar. Chego à sua porta. Olho pela sua janela, mas não vejo ninguém.

Toco a campainha.
Espero.
Você sai pela janela.

Parece extremamente feliz ao me ver. Fui para sua casa com um pensamento triste em mente, de despedida, mas já não conseguia pensar nele. Nos cumprimentamos com um abraço forte, digo que estava morrendo de saudades e quase começo a chorar. Você pergunta como estão as coisas, respondo que bem. Mostro minha mais nova aquisição …