Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010
Quero gritar.
Gritar para extravasar tudo o que tem aqui dentro
De bom e de ruim
Afinal tudo em excesso faz mal.
E todos esses quilos aqui contidos
Precisam de alguma forma sair.

Em forma de dança
Em forma de gritos, choro..
Em forma do cantar, desenhar, atuar..
Numa forma.

Ridículo (26/07/10)

Ultimamente ando na vibe revoltada.
Não exatamente revoltada no sentido rebelde, mas querendo uma revolução.
A começar por mim, obviamente. Reconhecer meus erros, meus defeitos.

Obs: Isso foi escrito há um tempo, mas como eu não havia postado antes, resolvi postar agora. Não estou mais nessa vibe, apesar de ainda querer mudanças.

Ao mestre, com carinho

Tive conversas extraordinárias com meu mestre hoje. Aliás, devo apresentá-lo a vocês. Um artista/arteiro, um romântico, um louco, um sábio e um estudante. Todos esses em um só.
Conversas com ele são sempre cheias de conhecimento porém essa de hoje foi especial. Me senti alimentada. Como se tivesse acabado de sair de um belíssimo banquete onde pude me alimentar de informações, carinhos, sabores, experiências e tudo mais o que eu tinha direito.

Sou grata por ter acesso a essa refeição tão completa, tão nutritiva, que me encheu de ânimo, disposição, folego e energia (principalmente energia mental) para seguir na minha caminhada.

A conversa foi como praticar ioga. Leve, forte, provocativa e enérgica. Me sinto relaxada e tranquila, apta a fazer tudo.

Assinamos juntos a um contrato. O contrato tinha poucas cláusulas:
Artigo 1.
Ambas as partes se comprometem a falar o que pensam, da maneira que pensam.
Artigo 2.
Ambas as partes não se ofenderão, magoarão ou se sentirão tristes pelo que foi d…