Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Vida estática

O jeito que algumas pessoas pensam da vida como se ela fosse um fato consumado, que ela é assim e ponto me irrita. Profundamente. Ela não é assim porra. Levanta e se mexe, acredite em algo diferente. Pare de cegar a si mesmo e achar que a cegueira está em todos também.

Pesar

(rimas enjoadas, mas deixa assim)

É com pesar que digo
Apesar de te adorar
Não preciso de ti comigo
E se precisar, posso até te deixar
Já que parar isso pouco ligo
Não quero nos magoar
Mas acho que só prefiro ficar

Poem for a foreigner friend / Poema para um amigo estrangeiro

The chains that I once had
As correntes que um dia tive

Are now only memories
São agora apenas memórias

They turned into one more chapter
Se transformaram em mais um capítulo

Tattooed through my body
Tatuado em meu corpo

But this chapter is meaningful
Mas esse capítulo é significativo

A beautiful story
Uma linda história

That hasn’t been written yet.
Que ainda não foi escrita.

Let’s write it?
Vamos escrevê-la?
(Now this is the one!)

Lar

Quero morar num lugar diferente.
Não precisa ser isolado,
não precisa ser mágico.
Só precisa ser simples
e simplesmente meu.

Com cores claras e calmas
que me mantenham em paz

Onde a luz do sol bate
e pela casa inteira reflete.
Onde a luz da lua habita
enquanto deito na cadeira favorita.

Pode ser um barquinho no cais.
Sozinha ou com um rapaz.

Pode ser na cidade grande
com seus sons e cheiros
que a alma abrande.

Um lugar com uma leve brisa
trazendo os amores que profetiza.

E aí que quero ficar.
E esse é pr'aqueles que tiraram sarro de mim,
da minha estranheza quando criança,
do meu jeito desengonçado de ser.

Cá estou eu,
linda e charmosa,
Forte e decidida.

Inabalável.